Pergunte a qualquer engenheiro a diferença entre um parafuso e um parafuso, e eles provavelmente serão capazes de dar uma resposta, pergunte a outro e provavelmente dirão algo completamente diferente. A conclusão é que não há distinção universal entre o que constitui um parafuso e um parafuso. Nenhuma distinção é perfeita; novos prendedores foram projetados e fabricados independentemente, de acordo com definições contraditórias, por quase 400 anos, o que levou a inúmeras exceções a quase todas as regras existentes.

Geralmente, o Accu define um parafuso como um prendedor que é girado do lado de fora da cabeça e um parafuso como um prendedor com uma unidade central. No entanto, o que constitui um parafuso pode variar de acordo com o período de tempo, a localização geográfica e até mesmo a preferência do fabricante; a invenção de híbridos que desafiam os critérios complica ainda mais o processo de identificação, criando um senso de distinção confuso.

Por Que Precisamos Saber A Diferença?

Ser capaz de distinguir parafusos de parafusos é importante por várias razões. O design, a fabricação e a manutenção do produto exigem a capacidade de identificar componentes específicos sem ambiguidade. Saber a diferença entre os dois é particularmente importante na cooperação entre engenheiros e departamentos de compras, onde o primeiro depende do último para seguir as instruções à risca. Em tempos mais recentes, o conhecimento da terminologia exata de um componente também se tornou crucial para encontrar on-line os componentes corretos.

Definição Legal

Um parafuso é um fixador com rosca externa, projetado para inserção através dos orifícios nas peças montadas, e normalmente se destina a ser apertado ou liberado mediante o aperto de uma porca.’

Um parafuso é um fixador com rosca externa capaz de ser inserido em orifícios nas peças montadas, de acasalar com uma rosca interna pré-formada ou formar sua própria rosca, e de ser apertado ou liberado mediante o aperto da cabeça. De acordo com os critérios secundários, os parafusos são descritos como tendo uma ‘tolerância fina’, enquanto os parafusos têm uma ‘tolerância aproximada’. Essa definição está longe de ser perfeita, pois neste contexto, os termos ‘fino’ e ‘grosso’ se referem à qualidade do parafuso, mas os fios ‘grosso’ e ‘fino’  já possuem definições específicas na engenharia mecânica. Embora útil do ponto de vista jurídico, é claro que essa distinção foi criada para o benefício da regulamentação aduaneira, em vez de ser usada pelos engenheiros.

Tamanho

Embora seja uma visão simplificada demais, os parafusos geralmente são fabricados em tamanhos maiores que os parafusos, pois um tamanho maior se presta bem à sua construção mais pesada e mais pesada. Por esse motivo, alguns usuários simplesmente conheceriam um prendedor pequeno como um parafuso e um prendedor maior como um parafuso. Apesar desse uso, o tamanho geralmente não leva em consideração a distinção entre parafusos e é mais um subproduto de seu design.
A melhor maneira de evitar confusão é evitar adivinhações e consultar as especificações do produto. Muitos componentes são fabricados de acordo com rígidos padrões de fabricação, que definem claramente as dimensões específicas dos componentes, como tipo de cabeçote, tipo de rosca e comprimento da rosca

Categorias: Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese